quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Geração 500...humm.. 400 e qualquer coisa euros

Por vezes penso que é teimosia minha, esta de insistir em dizer mal do meu país... mas, a cada passo que dou tropeço em evidencias incontestaveis e perturbantes...



Portugal


ESCRITURÁRIO,EM GERAL
Descrição:
PRETENDE PESSOA PARA EFECTUAR PROCESSAMENTO DE ENCOMENDAS, APOIO A CLIENTES, GESTÃO DE PROCESSOS, ACTUALIZAÇÃO DA BASE DE DADOS. DOMINIO DE ESPANHOL FALADO E ESCRITO
Vencimento: Euros 450.00 (Mensal)



Luxemburgo




ASSISTANT(E) COMMERCIAL(E) POLYVALENT(E)

Descrição:
VOUS SEREZ CHARGE(E) DU SUIVI D'UN PORTEFEUILLE CLIENTELE EXISTANT. GESTION DES STATISTIQUES, MISE EN PLACE ET SUIVI D'ECHANTILLONS (VENTE DE SAVONS EN MILIEU INDUSTRIEL). VOUS ASSISTEREZ EGALEMENT LE RESPONSABLE.

Vencimento: 1800 EUROS NET + COMMISSIONS

5 comentários:

Henrik disse...

Mas é do País de que falas ou antes dos que o governam? e é da nação que falas ou da incompetência de certos sectores?

bela lugosi`s dead disse...

Epah!!Luxemburgo não é aquele país muito pequenininho cuja população é constituída maioriatariamente ou pelo menos em larga escala por emigrantes portugueses?? Ele há coisas que não se entendem...

iihihihihi

sapiens disse...

Ora bem Lughosi's... confirma-se pelo que disseste aquilo que o henrik questionava. A verdade é que não parece ser incompetencia "nossa" mas sim de quem nos governa, a verdade é que mesmo perante tamanha evidencia continua a não haver movimentação civica para contestação da incompetencia dos senhores no poder nem tão pouco consciencialização ou desejo de valorização do nosso povo, do nosso país e fundamentalmente das nossas condições de vida.

contrariamente a essa movimentação necessária em busca de uma maior justiça social e de um maior desenvolvimento continuamos nós próprios a olhar para o umbigo e a emprenhar-nos muitas vezes nas proprias malhas do patrocinato e do sistema de cunha que vai fazendo marinar e empobrecer todo o nosso potencial.

A verdade é que como calhou há pouco em conversa com um amigo os políticos não falam a lingua dos habitantes do nosso país... quantas vezes nos damos conta do tipo de discurso que os primeiros professam e constactamos que mais de metade do conteúdo que é passado para a população em geral lhes soará estranho , tal é a tecnocracia e burocracia que lhes estão inerentes... resultado, as pessoas vão ficando mais e mais alheadas da política e assim vão perdendo alguns direitos pessoalmente gostaria nao só que fossem não mantidos, mas sobretudo que fossem reforçados.

Henrik disse...

Sem dúvida!! aliás, é uma das funções da política, pelo menos da teoria política, confundir os eleitores, por uma razão bem simples e já secular: enquanto os jogos linguísticos da política sucedem os cidadãos, confusos, aturdidos, e alheados da prática da Pólis deixam os governantes governar - que é afinal para o que se lhes paga - o problema é que já não se sabe o que é governar «bem» em benefício do país. O que é isso ? Costumo imaginar a política como um jogo infantil - no sentido positivo do termo - em que a descoberta de truques linguísticos da azo a anos de governação. E depois é o problema dos actos cívicos, concordo com a sapiens, mas não sei é que tipo de actos cívicos pois somos algo ineptos nisso..a nossa revolução - bem vinda - foi uma machadada em cadáveres - convenhamos foi com cravos que se fez o raio da revolução, lol - e isso é a amostra da nossa mania do «deixa lá estar, o Sebastião há-de vir» e o raio do puto morreu e nós sonhamos...

Moura ao Luar disse...

Vou já reservar a minha passagem...